A pesquisa mundial sobre coworking, revelou que os espaços norte americanos são maiores, com grande número de usuários com mesas flexíveis, tem menos freelancers do que os espaços europeus e prezam mais pela comunidade/quantidade. Já os espaços europeus são menores, há mais freelancers e geralmente utilizam espaços fixos.

Já era de se esperar que nos EUA, com toda sua mania de grandeza, os espaços fossem grandes galpões. Já na Europa, o espaço físico não é tão importante, quanto os profissionais que os utilizam. Ainda nos estados unidos, a média de colaboradores é de 43 coworkers e 2/3 dos espaços acomodam uma média de 30 pessoas. Na Europa seria uma média de 34 coworkers com 1/3 de utilizadores por espaço.

Os colaboradores Europeus também são um pouco mais educados, tendo pelo menos 84% dos coworkers com um bacharelado contra 76% na américa do norte. O desejo de interação é igual em ambos os lados, a média de idade é praticamente a mesma, em torno de 34 anos de idade dos colaboradores, e um dado importantíssimo é que:

“A maioria dos coworkers estão totalmente satisfeitos com seu espaço e não tem pretenssão de deixar de utilizar o local tão cedo. Mais de 90% dos colaboradores dizem que sem o espaço, não teria conseguido nem metado dos contatos e trabalhos concluídos.”

Bom amigos, acho que devemos agora construir um modelo para o coworking no Brasil, a começar aqui, em Maringá-PR em conjunto com os espaços já existentes! Uma notícia boa, hoje tivemos uma conversa muito produtiva com um amigo e futuro coworker que, ao meu ver, novidades estão por vir! Keep in touch! 😀

Ah! Mais uma coisa! Já estão a par de nosso MEETUP ? Ainda não? Clique aqui coworker! Não perca tempo e dê sua ajuda!

 

Let’s cowork!

 

 

Fonte: deskmag.com

Já viram sobre o projeto de coworking em Belém-PA? Belém Coworking

Anúncios