Calma calma, não tem nada a ver com 11/11/11 nem com 12/12/12, é somente o fim anunciado dos antigos escritórios. De acordo com um estudo feito com a participação da Microsoft levando em consideração a Web 2.0, as mídias sociais e o avanço desta “revolução digital“, o apontamento leva a crer que haverá mais pessoas trabalhando remotamente, poupando as empresas de custos de manutenção gerados pelo local fixo de trabalho.

As poupanças no curto prazo centrar-se-ão no espaço de escritório. Na melhor das hipóteses, apenas 55% do espaço é ocupado em determinado momento, deixando 45% do espaço por usar. Isso é o equivalente a 45% do valor total que custa manter um escritório”, indicou Dave Coplin, que trabalha para a Microsoft Reino Unido.

Outro ponto importante é que este estudo prevê que, o que será comum são diferentes profissionais trabalhando debaixo de um mesmo teto, compartilhando idéias e visando o benefício de todos. “Isso já está a acontecer em cidades como Londres, Birmingham e Manchester. Há escritórios que não são detidos por nenhuma organização em particular. Há café, luzes e tomadas ligadas à electricidade”, indicou o mesmo responsável da Microsoft. Isto é #CoWorking! Let’s CoWork!

Mais informações aqui.

NOTA: Recentemente fui convidado a participar do Grupo de CoWorking Brasil, criado por Cadu de Castro Alves, co-fundador da BeesOfffice CoWorking no Rio de Janeiro. Deixo aqui meu agradecimento pela indicação. Valeu Cadu! ;D

Anúncios